Qué es fã do inferno

Curioso conceito, fã from hell, palavras que se ouvem quando se fala de um fã que raia os níveis loucos e doentios de uma obsessão, mas, o que é um fã from hell?, quando é que surgiu esta nova grosseiro?, quem diabos veio isso do fã saído do inferno?, certamente nisto há mais perguntas que respostas.
Qué es fã do inferno

Yes na Aldeia Digital na plataforma empreendedora

Amigos, leitores ocasionais e regulares, fãs, stalkers, curiosos e todas aquelas pessoas que seguem o Blog da Yes e a sua escritora favorita, ou seja, mua, há muitos anos, ou há pouco, hoje eu quero convidar a que me acompanhem na Aldeia Digital, um evento que se concentra em festejar o melhor do mundo digital, mas não só isso, mas o mundo digital que melhora a nossa vida, e há algo direto para contribuir para uma vida digital inteligente, divertida e de valor.

Segunda-feira, 20 de julho em Telmex Hub, depois das 3 pm
É por isso que este ano, eu decidi participar na plataforma empreendedora da Startup de Aldeia Digital, que se realiza no TelmexHub, mas tudo bem, não é que eu me tenha inscrito e já, chingue, noooooo, para fazer parte da plataforma empreendedora e apresentar o seu projecto a todos os participantes da aldeia digital você tem que passar por um escrutínio digital, em que se selecionadas em base a vários parâmetros e aspectos, ou seja, que o seu projecto tenha as características de inovação, cultura digital, que faça algo em prol da sociedade cibernética e que, finalmente, tenha altos padrões de qualidade.
Assim, depois de um mês em que foram selecionados os melhores projetos, O Blog do Sim e eu, obviamente, nós ganhamos um lugar para apresentar este projeto meu, um que começou há quase 10 anos, em que eu decidi colocar o meu grão de areia para que todos os que se sentiam raros, fora de lugar, encontrar um ponto médio entre ser neuróticos e funcionais, um projeto que, pouco a pouco evoluiu e se transformou em um lugar que oferece a própria vida, a vida de um jovem moderno que sente interesse por muitas coisas.
Agora, esse experimento é meu de entrar em Aldeia Digital na plataforma empreendedora, foi simplesmente um dia em que eu disse, pois, porque não, vamos fazer a experiência, eu nunca vi um blog é presente nos confins de Vila Digital e eu gosto de ser pioneira em todas as loucuras e aventuras que possam surgir, e é por isso que hoje te convido a que seja parte desta aventura.
Yes na Aldeia Digital na plataforma empreendedora
Yes na Aldeia Digital na plataforma empreendedora

Hoje vou recomendar Voyaldoccom uma App para a sua saúde que você tem que tentar

Por pura coincidência, encontrei um App que te quero recomendar, uma coincidência muito grata devo dizer, e é a App do site http://voyaldoc.com/, um site que, certamente, se você é como eu, fã de tecnologia, você encontrará simplesmente delicioso, lindo e ultra útil.
E por que digo que é tão maravilhoso esse site?, bom, a resposta é bem simples e você vai encontrar ao navegar nesta App, e que engloba o melhor de saúde em um único site.
Acho que o que me emociona, e muito, esta plataforma web é que você pode pesquisar e localizar a partir de um computador de secretária ou um dispositivo móvel ao médico que você precisa, na região em que vive, seja filtrada por colônia ou área e, além disso, também pode procurar por especialidade médica ou de doença específico.
Então, quando eu encontro sites web ou aplicações como esta, que de forma simples ajudam os usuários a ligar para os profissionais, no caso da saúde, com o público em geral através de seus diretórios, me parece incrível. Por fim, um bom uso da tecnologia para melhorar a nossa qualidade de vida.
Hoje vou recomendar Voyaldoccom uma App para a sua saúde que você tem que tentar

Procuro namorado, é sério (razões para sair comigo)

E tudo isso começou como payasada para ter algo divertido do que fazer com alguém no plano romântico, mas agora que penso com mais seriedade não é uma payasada, e isso pode resolver meus problemas românticos, porque é claro que eu não sei muito sobre o amor, nem de escolher casal ou ligue, que tal, só que tal se em vez de complicarme a vida sofrendo porque as expectativas nunca se alinham com a realidade, que tal se, em vez disso, eu abro uma vaga para “meu namorado”, digo, nem eu, nem o meu cupido inclui na vida, que tal se eu fizer entrevistas escritas e presenciais para encontrar o candidato digno para dar-lhe o meu coração, esse que eu tenho protegendo-se com muita cautela, em uma grande e impenetrável cofre.
Porque a verdade, não sou muito especial e picky eater, além disso, não permito que ninguém passe certas barreiras, que tal, apenas supondo, que tal se você abrir o meu coração o melhor candidato, aquela pessoa que possa provar que o merece.

Bem, eu deixe de buscar o meu príncipe azul há muitos e muitos anos, e em vez de olhar para esse unicórnio, eu disse, entre séria e melhor procurar um “pervertido intelectual” que possa preencher todos os seus vazios, de forma literal e metafórica.

Mas não dei com aquele homem, parece que é mais uma de minhas loucas cruzadas que uma realidade, e não posso encontrar esse homem e justo quando o encontro, quando eu acho que tenho tudo para ser feliz, as expectativas não se encaixam na realidade, e novamente começo de zeros, perdendo a paciência, irrita, frustrada e mais traumada, porque, se eu faço o caso, a experiência, o senso comum e a evidência de meu caso, é que essa pessoa incrível que eu conheci não é para mim.

Assim que, pela enésima vez, em um período muito curto de tempo, posso voltar a sentar-me a sofrer, ou posso pesquisar em como preencher esse vazio, e eu posso encontrar alguém que me faça sorrir e me possa oferecer tudo aquilo que eu gostaria de ter um namorado muito tarado, muito intelectual e boa onda para compartilhar a minha vida com essa pessoa.
Acaso é irrealista meu pedido, ou a tantos filmes de amor me arruinados.

Eu sei, muito tempo afirme que não precisava de um namorado, que eu podia satisfazer minhas necessidades de muitas maneiras, mas, não quero soar bobo ou o estereótipo de garota que precisa de um homem, mas na verdade eu quero essa companhia, confiança e cumplicidade que dá um namorado, é mais, até poderia aceitar uma namorada.
Porque eu já não estava gostando muito isso de ficar sozinha, preciso de algo-de-açúcar, amor e companhia, eu preciso de alguém que faça a minha vida melhor, alguém que me faça rir, alguém em que eu possa fazer rir e alguém que possa ser meu cúmplice em minhas aventuras.
Por isso, o que começou como uma payasada para ter alguma companhia para o fim de semana, pode ser uma visão inovadora para encontrar alguém que fique na minha vida, me tome pela mão e não se quer ir, alguém para quem eu seja tudo o que procura, alguém que com minha companhia única e exclusiva seja feliz.
Procuro namorado, é sério (razões para sair comigo)

A taxa dinâmica de Uber o abuso aos seus usuários ou simples lei da oferta e da procura?

A semana passada foi um escândalo o assunto da tarifa dinâmica de Uber por motivo do Duplo Hoje não Circula, um assunto que género de críticas devido aos elevados custos que aplico aos seus usuários e lisonjas por aplicar o conceito de que a grande demanda e pouca oferta se devem cobrar preços elevados. Mas na prática, tirando de lado essas coisas, tudo isso de Uber-nos voltar novamente para os regulamentos que esta empresa se pulou e depois de muitas lutas, hoje, as pessoas que defendemos, porque se deixa em paz a Uber e Cabify, hoje pensamos seriamente que estas empresas precisam ser regulamentadas pelo Governo de forma urgente.
E eu fui dessas pessoas que elevo a voz para defender esses serviços, depois de todos os táxis mexicanos não oferecem tão bom serviço e as pugnas entre tomar um táxi ou tomar um Uber ou Cabify não existiam, já que eram serviços de diferentes custos que eram exigidos por diferentes públicos, de tal forma que se tinha a lã e um smartphone com dados, então você pode pedir um Uber sem problemas. Eu estava na consciência de que para todos havia negócio, para os taxistas sempre haveria pessoas à espera usar seus serviços e uma geração totalmente diferente usaria Uber ou Cabify.
Mas a luta é desato, taxistas contra motoristas privados, com golpes e ameaças o serviço de táxis do México e arremeteu contra Uber e Cabify e todos nós pensamos, “deixem a Uber trabalhar, deixe-se de palhaçadas e déjenlos fazer sua chamba”, assim que todo este fenômeno de mídia nos fez ver a nós, os usuários, essas regulamentações como injustas, mas hoje, hoje quando vemos a Uber aplicar tarifas estratosféricas aos seus usuários, faz-nos questionar a pergunta “como deveriam ser seus serviços?”
Esta semana li em vários jornais, entre eles o Financeiro, uma opinião a favor sobre o que fez Uber, simples lei da oferta e da procura, mas você imagina o que aconteceria se isso vai acontecer em todos os serviços que usamos os milhões de mexicanos, todos eles aplicaria a lei da oferta e da procura.
Não pretendo dar aulas de economia, eu não sou especialista nesse assunto, mas uma análise deste tipo deve nos preocupar, você imagina que aconteceria se o metro, o metrobus, os taxistas, caminhoneiros fizeram isso mesmo por motivo do Duplo Hoje não Circula, que parece que por causa da poluição não será coisa provisória de alguns meses, mas algo permanente em nossa cidade.
A taxa dinâmica de Uber o abuso aos seus usuários ou simples lei da oferta e da procura?

Nós temos ligações com os nossos amigos?

Ultimamente há um tema que me gera uma grande curiosidade, e é a amizade, um tema, que saiu sempre o meu foco de interesse, como amigos?, eu acho que não é um tema tão polêmico e interessante como o amor, mas, começo a pensar que é um erro, e que a amizade, é tão complexa e interessante e algo que uma pessoa não pode prescindir, ou será que sim?
Digo, sem amor, ou romance, é possível viver, e se bem que há momentos na vida, em que você é único, quando não a tem, não acontece nada, não passa além do sentimento urgente de encontrar alguém a quem amar, mas relativamente você pode viver de forma funcional, sem parceiro, mas como se pode viver sem amigos?
Como é possível?
Acaso seria muito arrogante dizer que não se precisam, porventura, o que seria?
Bem, eu não acho que eu possa ser a pessoa certa para responder a essa pergunta, que tendo a ser meio ruim amiga, e esquecer esse contato diário, necessário e íntimo que se gera com uma pessoa, essa conexão especial que só aparece quando você passa muito tempo com uma pessoa, e no caso da amizade, neste tempo, não tem nenhuma intenção, mais do que simplesmente companhia, fraternidade, fraternidade e compreensão, que só um amigo pode oferecer.
Os amigos, esse mal necessário da vida, que nos levantam o ânimo em tempos de tristeza, dar-nos o seu conselho, a sua visão da vida, e nos fazem ver nossos erros, os amigos são aqueles bem necessário da vida, para nos sentirmos acompanhados e ter, pelo menos, um aliado.
Nós temos ligações com os nossos amigos?

Como você sabe que um mexicano já raiva

Talvez pense que este é um post bem mas bem bobo, digo, não é que precisa ser um gênio ou ter um mestrado, nem sequer dicas para saber quando alguém se indignou e em seu rosto, seus gestos, suas modalidades e sobre tudo o que diz, sabe quando isso acontece.
Assim, você não precisa de qualquer dica para saber se alguém está com raiva ou será que sim?
Digo, quando alguém está com raiva, ou enchilado, como dissemos, os mexicanos é muito óbvio e não precisa de ser muito intuitiva e perceptiva para sabê-lo, a menos é claro, que esse alguém em particular, passe feliz encabronamiento em um só passo, nesses momentos, é muito útil saber quando isso acontece e, nesses casos se aplicam este tipo de dicas.
Falando em particular os que se irritam fácil, aplica-se perfeito, e por alguma estranha razão, os mexicanos costumam ficar com raiva muito rápido, e quando isso acontece, OLHO, cuidado e esconde-te no primeiro quarto do pânico que você encontrar, porque se não vai enfrentar uma grande ira, que não podes controlar.
Como você sabe que um mexicano já raiva

Coisas irritantes de ir ao cinema

Eu amo ir ao cinema, é uma daquelas atividades que a mim me fazem muito feliz, não importa que seja algo caro, eu sou entusiasta do cinema, é mais, sem importar que muitas vezes 60% do quadro de avisos seja puro lixo, sem se importar com isso, eu sou fã da sétima arte, então é muito comum ver nos fins de semana esta atividade, que para mim é muito o prazerosa.
Mas da última vez que fui ao cinema, a última vez experimente um sentimento horrível que nunca antes havia sentido e é o horror das coisas irritantes de ir ao cinema, estava tão cansado que por minha cabeça cruzo a sério a ideia de ir embora sem ver o filme ou me impedir de ser a metade da fita e gritar com as pessoas que estavam falando que respeitam a fita.
Eu estava a ponto de fazê-lo!
Eu estava a ponto de gritar em média, função, quando as pessoas aplaudiam a algo da fita, o sério?, que raios se passa, talvez algumas funções atraem puro idiota para ver esses filmes, acho que era a hora, ou nestes meses, o público que vai ao cinema de plano, acorriento bem desleixo.
Que, por certo, a isso acrescento, eu não sou muito fina que pode dizer, mas bater palmas para ele a um filme, é a elevação dos elevações e eu já tinha bem fastigiadas a forma em que relacionavam todos os assistentes ao cinema.
Coisas irritantes de ir ao cinema

Que eu não poderia ter um marido

Quem diz semelhante barbaridade, quem se atreve a dizer tal loucura, pois, que, porventura, um marido é como ter um caralho gremlin que, se não sigo as regras terminare com uma epidemia de monstros que acabaram com a cidade ou para isto clique ciência nuclear e preciso de um doutorado para poder ter um marido, é um ou outro, ou talvez ambas e ter um marido é coisa séria, que alguém me explique.
Por certo, o Que estupidez!, qualquer um, incluindo eu, que não tenho nenhuma habilidade no assunto, pode ter um marido, pus estes, que segue, vão me mandar para a escola de mujercitas para que aprenda como ser uma boa esposa e dona de casa, para aí sim, poder ter um marido.
Além disso, se os chavitos se casam antes dos vinte anos movimentadas, eu já tenho trinta e pico, que eles possam ser mais do que eu, por favor.
Ou por acaso não pode ter um marido, porque eu não sei como ser uma boa dona de casa, por deus, não ouviram falar de progresso feminino, e de que as meninas millennials não sabemos fazer nada, mas os caras millennials sim, são eles que cuidam de todos, agora é o marido, que se torna a espécie de todólogo para que a casa funcione.
Que eu não poderia ter um marido

Rejeição

Goste-se ou não a rejeição é parte de nós, eu acho que se alguma espécie de terra tem que aprender a lidar com esse conceito, por excelência, são os seres humanos, digo, na natureza não há mais chance para que um orangotango batee a uma orangutana, na realidade eles são regidos por um sistema, talvez o mais primitivo de namoro ou apariamiento, mas funciona e se for, que não podiam acasalar com o macho alfa do grupo, pois não sofrem por isso, é mais, até os pinguins que se presume são os únicos no reino animal que são monogamos com um único parceiro por toda a vida, mesmo que eles não sofrem com a rejeição.
Somos seres humanos que choramos e temos que lidar diaramente com a rejeição, e isso é algo que devemos entender e aceitar, se bem que se esforça para que não seja habitualmente é parte do processo de viver, que às vezes não optengamos o que queremos, é parte do crescimento lidar com a rejeição que outras pessoas possam fazer, no plano amistoso, profissional, profissional, familiar e o mais terrível de todos, a rejeição amorosa.
Definitivamente nesta vida nada dói tanto como quando a pessoa que você gosta ou faz bater seu coração a mil por hora, pare com um não, de verdade, acho que isso de bateos ou que se recusam são as experiências que mais podem doer e por muito tempo. Os sentimentos não podem ser controlados, simplesmente surgem pela convivência e o fato de lidar com alguém que não te quer da mesma maneira, pode ser simplesmente desesperanzador.
Felizmente, a rejeição faz-nos mais fortes, bem o diz o dito e o que não te mata te faz mais forte, óbvio, no processo de se tornar uma espécie de robocop tipo cyborg por isso que eu o removi o coração e tiveram que entrar um mail, nesse processo de distinção, eu traumas, você aprende, você cai, se levanta e começa a aprender que todos esses Nós que você ouve te ajudam a ser uma pessoa mais sábia, mais seletiva e, claro, mais prudente.
Bom, pode ser que pace isso ou se tornar uma espécie de eremita louco ao estilo de seu clássico amigo que diz que odeia as mulheres porque são umas cadelas desalmados, ou essa amiga sua, que jura que todos os homens são iguais. Vai soar engraçado, mas a rejeição ou nos faz melhores ou simplesmente nos diminui e nos faz odiar e amaldiçoar o sexo oposto, aquele que nos rejeição, que nos desprezo ou que nos humillo.
Mas vamos lá, o fato de generalizar as pessoas não é mais do que um simples ato de dor, e quando cure essa ferida e, na verdade, começar o processo de aceitar a rejeição, você vai entender que faz parte da vida, que passará sempre em muitas áreas e o ideal é encontrar alguém que nos aceite como somos, para esquecer todos os refugos que você experimentou.
Rejeição