Quando você dá um presente chafa

Como reagir diante de um presente chafa?, fingindo gosto, alegria e um grande sorriso, de forma passivo-agressiva, agradecendo e quejándote no Twitter, ou com a pior de suas faces, que de todas as opções que você escolher, A, B ou C.
Dezembro é, por excelência, a época dos presentes chafas, desde pás palhaço, horríveis copos com 3 três beijos, chocolates Picard, cartões com música, meias, lenços, enfim, a lista de presentes continua, e tudo o que você pode fazer é sorrir como candidata a Miss Universo quando dão o seu discurso preparado e dizer “desejo paz mundial”
Mas você é ingrato pensar e reagir dessa forma?
Acho que devemos estar agradecidos, finalmente um presente é um presente, não importa que seja chafa ou não, e dizem por aí que a intenção é o que conta.
Mas o lamentável é que, agora, as emoções não existem, assim, os presentes não têm intenção e são coisas que se dão, por mero compromisso e assim você acaba com um horrível presente chafa que não significou nada mais do que um compromisso, algo que a outra pessoa se viu obrigada a fazer.
Que mundo este!!!, tão horrível, em que as emoções não existem e se fazem coisas por o compromisso de fazê-lo.
E não é que você seja dador de esmolas e com porrete, acho eu, do que receber algo que não lhe queriam dar, que não tinha uma intenção e compromisso se livra do “compromisso” de ser grato, já que, neste caso, não se pode agarrar ao velho ditado “a intenção é o que conta”, porque, se assim fosse, essa intenção seria:
Há que dar-lhe o que quer que seja para sair do passo
E não sei você, mas um presente chafa faz-me sentir roubado, por aquilo que eu não importou e sou apenas um compromisso, quando recebo essas recordações me sinto insultada e preferia não me deram nada.
Quando você dá um presente chafa