Pousada CocaCola 2016

Não há sentimento mais belo neste mundo que se compare, com a chegada de seu convite para um dos eventos natalinos mais importantes do ano, não, correcção, não é do ano ou temporada, mas do mundo, é a Pousada Coca-Cola 2016, um desses eventos mágicos, daqueles que só passam no Natal, em que se igualam as expectativas e a realidade, tudo em um mesmo terreno, e tudo o que imaginárias ou gostaria de uma Pousada, acontece nesta Pousada, que é a mãe das Pousadas e já tenho o meu convite.
Pousada CocaCola 2016

Justo quando você estiver a ponto de falar bem de alguém e a caga

Assim, wa, PAREM NESTE MOMENTO, AS PRENSAS, interromper a impressão da nota, para retractarme com uma errata, o instante, o que eu disse, não é o que é, olvidenlo, foi uma declaração precipitada, é o contrário, é o dia para trás e aquela boa impressão de algo, não o é, foi, repito, um comentário apressado, nascido da emoção instantânea.
Justo quando você estiver a ponto de falar bem de alguém e a caga

The Viking Barba para que se torne a crescer a barba ao estilo viking

Se lembram desses loucos dias em que a barba era desagradável e um sinônimo de sujeira, pois bem, esses dias eu estou muito ultrapassados, tanto que agora a barba, óbvio, quando é bem cuidada, com forma e completa, isto é, sem os huequitos, a barba torna um cara agradável a galã, com muito estilo em um de dois por três.
Não me acreditam, apenas vejam o antes e o depois de um cara com barba, e este belo facial se torna o melhor acessório que possa parecer um homem.

E já não é coisa só de hipsters, a barba é o melhor aliado de moda de um menino, para muitos estilos.
Eu na verdade estou apaixonada por as barbas e se alguém quer conquistar meu coração, se ele tem uma barba sexy e bem cuidada, já tem metade do caminho percorrido, de fato, prefiro os homens com barba, que sem ela.
Atualmente, a barba acaba sendo sinônimo de elegância e estilo, a melhor forma para complementar um look trendy e vê-lo muito a sério.
Mas o problema é que para ter uma barba bem, linda, bem cuidada e sexy, requer tempo e, sobretudo, de produtos cosméticos desenvolvidos para homens que ajudem neste tópico.

Porque, se não quiser ser como meu primo Roger três cabelos” e quer uma barba bem arborizada e bem cuidada, necessita para visitar os meninos do The Viking Barba de uma nova empresa totalmente mexicana com médicos especialistas desenvolvendo uma grande linha de produtos para o cuidado e para que se faça uma barba no estilo viking.
A linha de The Viking Barba está divida em cuidado que inclui ceras, sabonetes e óleos, mas também está a linha de crescimento, que é um gel maravilhoso que te ajuda para que você se torne a crescer a barba viking.

O que é The Viking Barba?
É uma marca mexicana feita com produtos de qualidade para o crescimento e cuidado de barba e bigode.
A verdade é que nos demos conta que o lado de cosmética, masculino está muito abandonado, e os homens atualmente se cuidam muito, por isso desenvolvemos óleos, ceras, produtos para limpeza e tratamento de grau médico para o crescimento da barba.
The Viking Barba para que se torne a crescer a barba ao estilo viking

Às vezes acho que meus celulares estão assombrados

Eu estou começando a me preocupar seriamente por o estado espiritual de meus smartphones, se é que isso é possível, porque ultimamente reagem sozinhos, se ligam, fazem ações estranhas e, mais, até o iPhone, de vez em quando acende do nada, quando estou longe deles, ilumina-se o Siri, e me pergunta “em que posso ajudá-lo”, quando não há, aparentemente, nada nem ninguém, perto deles.
Às vezes acho que meus celulares estão assombrados

Quando alguém te dá, tenho que não te leve para o pessoal

Há muitas coisas que mudaram com a internet, goste ou não.
Agora vivemos de uma maneira muito diferente, talvez seja mais simples da vida, por aquilo de que tudo o que resolvemos com uma app, mas, ironicamente, a vida também se tornou mais complexa e muitas situações sociais que vivenciamos agora, são de índole confuso, complexo e muito complicado, se bem que agora tudo está a um click de distância, também o é a loucura.
Naqueles anos do mundo analógico, ou seja off-line, agora parecem muito distantes, quando as experiências sociais mais frustrantes da vida, era algo como:
Ser rejeitado em público
Não ser convidado para a festa do momento
A Ser ignorado em uma conversa
Ser ridicularizado ao vivo e em directo
Agora, esses problemas continuam lá, mas a equação matemática de angústia social e estresse emocional, acrescenta o combo de frustrações que se vivem graças à vida digital com suas redes sociais, mensagens instantâneas, mensagens de texto, chamadas de vídeo, enfim, em poucas palavras a vida nos complicou-se muito mais com a internet, que aparentemente veio para resolver todos os nossos problemas, é, finalmente, mais bem, os exponencio a oitava potência e tem uma nova complexidade, uma nunca antes vista.
De verdade, sério, nunca antes na vida imaginávamos ser o perseguidor pessoal de alguém, noooooo, por deus, isso era de creepys, embora bom, antes da internet, ser stalker significava ter binóculos e seguir em formato incognito a uma pessoa para saber o que fazia, onde estava, com quem estava e onde passava o seu tempo, mas agora ser stalker é só dar um click no Instagram, entrar com Facebook ou seguir uma pessoa pelo Twitter, apenas um click nos separa da loucura de ficar obcecado com alguém de estar à margem.
Isso me faz bem pinches louco, como os comportamentos que antes considerávamos bizarros e doentes, agora se tornam normais, comuns e muito fáceis de fazer, graças às redes sociais.
Por isso o meu ponto de vista, a internet nos tenho fodido da vida.
E nessas novas frustrações modernas, é adicionado o horrível sentimento, o qual, por certo, LÍQUIDA É HORRÍVEL, perceber que alguém te excluo da sua rede social, seja no Facebook ou Twitter, é horrível quando você está procurando por uma pessoa e você descobre (talvez um minuto depois, ou pode ser dois anos) que já te excluo ou deu-te tenho.
Você entra no plano dramático romance, frustado, se sente, estas muito triste, e você começa com o discurso de:
Recebeu uma maldição@ c@ infeliz, malnacid@, malparid@ e púdrete no inferno porque eu te odeio.

Talvez, já nem falar com essa pessoa, talvez nunca lhe caiu bem, talvez nem a vi e o que cada um viste suas atualizações se molestabas, mas o fato de que se eliminem, isso dói no mais profundo do ser.
A verdade, eu já deixei de pessoas a pista para as pessoas que me dão o unfriend ou tenho, realmente me causa angústia, sem importar que me valieran pitos antes, saber que me dirigiram-me afeta, por isso nem vejo quem me exclui ou não, mas quando me dou conta que alguma conhecida do gym, que não vejo há mil séculos me exclui do Facebook, entrou em fúria, eu sei, não deveria, mas eu faço isso e então entrou minhas outras contas de Twitter e Instagram, óbvio, para deixar de segui-lo, pois quem se acha que é, para que eu a siga, e ela de volta não.
Quando alguém te dá, tenho que não te leve para o pessoal

Retorna o Flipy os mexicanos, como o Mamute Flipy

Ah, o retorno do Flipy, fácil pode ser a melhor notícia do ano, e eu digo que é fácil, porque a alienação que temos os mexicanos, que fomos crianças nos primeiros é incrivelmente grande.
De fato, eu pensava que era a única com essa insana obsessão, mas eu descobri, com prazer, que somos muitos os que estamos no clube “poderia morrer por um Flipy”, uma louca afirmação, que os que estamos obcecados com este pastelillo, viemos diciéndola desde que estranhamente desapareceu nos anos noventa.
De fato, uma das minhas melhores memórias de infância eram as tardes quando era o momento de minha Flipy. Se os ingleses na tarde tinham o chá e os biscoitos, os meninos mexicanos de os primeiros tínhamos o Flipy.
Para atender mais e melhor o meu alienação com o Flipy, tenho que usar como referência ao filme Zombieland, você a viu?, mas que bobagem, digo, todos viram Zombieland. Desculpe, desculpe a minha pergunta idiota.
Bem, nesta estranha e divertida filme sobre zumbis e sobre como sobreviver a eles havia uma trama intrínseca e era a obsessão de um de seus personagens por uns bolos de baunilha.
Essa era uma obsessão tão insana que fazia o personagem arriscar sua vida à procura de um desses ricos manjares extintos. Talvez pareça absurdo diante de um enxame de zumbis por um bolinho, mas quando algo que você gosta tanto e simplesmente um dia desaparece, farás o que for preciso para voltar a saborearlo em sua boca.

Infelizmente, os Flipys desapareceram a metade dos noventa, sem opção. Simplesmente a marca que os fazia, a Gamesa, desapareceu sem explicação, sem lógica e sem um porque. O que é estranho, enigmático e misterioso, porque não só desapareceram da face da terra, mas que desapareceram ao produto 1, o líder do mercado em bolos e doces.
Simplesmente desapareceu este incrível bolinho que tinha uma leve camada de biscoito, seguida de uma camada de geléia de morango, coroada com uma camada de marshmallow banhada em chocolate com gotas chocolate também.
Talvez pareça muito simples, mas a combinação e a receita desta clássica junk food dos primeiros era viciante.

De ter sabido que meus adorados Flipys estavam destinados a desaparecer por 20 anos, acredite em mim eu teria abastecido para esse tempo.
Mas as orações e súplicas de crianças nesses tempos, agora adultos, foram ouvidas, e agora retorna o Flipy os mexicanos, como o Mamute Flipy.
De fato o porquê desapareceu o Flipy, essa é uma das especulações ou rumores de internet mais populares, uma teoria de conspiração que tenta explicar a razão pela qual desapareceu o Flipy quando PepsiCo compro a Gamesa há muito tempo, alguns dizem que é para que o Mamute não tivesse a concorrência, assim, que simplesmente desapareceu o Flipy.
Entretanto, todos esses são boatos e fofocas da internet, mas o verdasdero porque desapareceu o Flipy, esse será mais um enigma do Terceiro Milênio, algo que teria que explicar Jaime Maussan, porque durante muito tempo ninguém fez nada contra este desaparecimento, mas agora, por fim, retorna o Flipy, por fim.
E o que parecia um rumor em meados deste ano nas redes sociais, seu retorno, em setembro tornou-se uma realidade. Se bem que ainda não é uma campanha tão forte, outro dia que vinha por Miramontes me deparei com um anúncio em um parabus anunciando seu retorno, algo que me fez procurar por toda a cidade nos Oxxos e todas as lojas de esquina que me encontrava, em todos esses lugares eu perguntava pelo Flipy.

Alguns não tinham ideia de que falava, diziam outros foram concluídas, mas depois de uma longa busca, eu encontrei uma loja perto de minha casa um lugar onde vinham. No início, o tempo e se a loja, o perdão, o dono da loja, não tinha a menor idéia de que falava, mas foi buscar na parte de doces e bolos delicioso manjar.
Por fim, havia encontrado meus preciosos Flipys, óbvio compre 3, para testá-los e essa compra me traga um Gansito, um Chocotorro e cerca de Twinkis de baunilha com morango para comparar o sabor de todas estas guloseimas.
O Flipy
Quanto custam os Flipys, ainda não tenho ideia, mas o dia depois de experimentar todos os doces do mercado mexicano, volte para me levar para o resto da caixa de Flipys e por us $42 pesos para levar-me o resto da caixa, 7 Flipys, faça matemática e puxa o seu custo.
É um fato que o Flipy mudança, talvez seja a mesma receita, mas a lembrança do tamanho que tinha era diferente, lembrava maior e muito mais ricos, mas ainda sabem bem.
Falando de sabor acho que ainda conservam um pouco da glória do passado, e apesar de que o biscoito e o marshmallow com a qual são feitos, é a base do mamute, o Flipy conseguiu diferenciar-se de um simples e chato Mamute e ainda sabe o que sabia nos anos noventa.
Ou talvez seja a saudade.
No entanto tentei Flipy versus toda a sua competência e supera em muito os outros pasteis, tem de rua ao Gansito que a cada dia sabe mais o mal.
Estou emocionada por que voltou o Flipy, infelizmente, ainda é muito difícil obtê-los, mas espero vê-los em breve em supermercados e clubes de atacado para me levar a minha caixa de Flipys o que cada um vá às compras.

Mas vejamos a comparação de todos os fornecedores
1 Flipy
Bom sabor, mas a falta de morango há muito o marshmallow, em relação a todo o produto. O lembrava maior, com mais faíscas, mas o bolinho de mamute não está mal.

2 Tuinky
O pão tem boa consistência, mas é algo delicado quanto a sustentá-lo, falando do sabor do pão de baunilha é muito sutil, a geléia não tem muito sabor bem que não há muito contraste.
Retorna o Flipy os mexicanos, como o Mamute Flipy

Cuando Palavra falla

É momento de chorar, gritar e entrar em pânico, daquelas vezes que só a negação te ajuda a seguir em pé.
Pois bem, com certeza para muitas pessoas é pouca coisa quando o Word falha, essas mil coisas que ninguém se importa, mas, apenas por diversão imagine que você é estudante e tem que fazer um trabalho muito importante que você deve entregar, em poucas horas, ou, que tal, só que tal, se você está trabalhando em um relatório igual ou mais importante que o trabalho escolar mencionado anteriormente, e desse escrito depende a sua vida.
Cuando Palavra falla

Você quer ser reconhecido por sua excelência profissional

Eu acho que há dias em que você não está para brincadeiras de qualquer tipo, pois bem, ontem eu tive um daqueles dias em que não me aqueceu nem o sol, de verdade, um dia péssimo, e justo quando pensava que meu dia podia melhorar, justo quando eu precisava de um pequeno lembrete sobre o bom trabalho que estou fazendo, chega a minha caixa de correio um intrigante mensagem do linkedin, e é alguém que quer reconhecer meu excelência profissional.
Bem, havia dito que há dias em que não te aquece nem o sol, e disse que eu tinha um desses dias e o motivo do meu mau dia, foi por um conflito de trabalho, algo que me fez questionar de forma séria, de todo o meu modelo de vida, que se baseia e parte do meu esquema profissional, ou seja, ser um blogueiro.
Sim, embora acreditem que ser blogueiro é exótico e que tem apenas benefícios, há dias em que você se pergunta ” o que raios?, e também que você se pergunta o que estou fazendo?, pois bem, ontem eu tinha um desses dilemas existenciais e de escolha de carreira que fez com que deixasse tudo às 3pm da tarde e eu ia para a minha cama para assistir Netflix toda a tarde, assim que do mal eu estava.
Você quer ser reconhecido por sua excelência profissional

Odeio as tapetes vermelhos, AS ÓDIO

…com todo o meu coração
Não há nada que odeie mais neste mundo do que os tapetes vermelhos, mas, esperem, além de tapetes vermelhos, há uma longa lista de coisas que odeio demais, e na verdade é longa e inclui as pessoas exageradas, os millennials, o trânsito, comer e engordar, os chefes, os exames, no fim, é longa a minha lista, mas, neste momento em particular, não me lembro de mais.

Mas eu sei que há muitas coisas que me incomodam, oh sim, vá que eu sei.
E uma dessas coisas que me rebenta, são os tapetes vermelhos, que com certeza, não muitas pessoas têm esta queixa, finalmente, nem todos têm a oportunidade ou o acesso para assistir, mas se pudessem, as odiarían tão profundamente como eu.
Realmente não entendo como alguém pode se formar 8 horas, atrás de uma vá, sendo apertado, empurrado, passando fome, na VERDADE, ESTAR MAIS DE DUAS HORAS, É A MORTE, mas um tapete vermelho significa estar parado mais de 5 horas, esperando que uma celebridade passe na frente de você por uma quantidade de tempo que varia de 5 segundos a 15 minutos.
Não me cabe na cabeça que alguém faça isso por gosto.

Eu ia, sim, eu estava, há muitos anos, quando considerava que era o meu trabalho manter informados a todos, com uma informação tão estúpida e absurda como os tapetes vermelhos, mas agora eu entendo o absurdo que é isso e tem muitos anos, que eu, NEM DE BRINCADEIRA EU PARO EM UM TAPETE VERMELHO, preto, azul, rosa ou cor que seja.
Odeio as tapetes vermelhos, AS ÓDIO

Erros do retoque automático

O retoque automático o ama ou o odeia, porque não há pontos intermediários, e este tipo de tecnologia intuitiva e preditiva pode ser um grande aliado ou um inimigo poderoso, que faz você ficar como um completo e absoluto idiota que não sabe escrever, mas às vezes pode ser um bom aliado e quando você está errado em escrever algo, você pode culpar o retoque automático e suas bobagens por te fazer ficar mal.

Já Me aconteceu, me foi passado que às vezes não me trai o retoque automático, mas o subconsciente e, para salvar essa jogada óbvio, acabou culpando o retoque automático que está contra o meu e me faz ficar como um idiota, mas às vezes eu sou meio estúpido e sem a ajuda do retoque automático, como quando eu disse “fotogênico” em vez de “fotográfico”, para referir-me à memória fotogênica, perdão, eu quis dizer fotográfica, e isso o disse em voz, eu acho que devia culpar a minha retoque automático mental que estava no modo de previsão e se equivocou ao fazer uso de uma palavra errada.
Erros do retoque automático