Resenha de Game of Thrones 7×05 Eastwatch

Na aparência, este episódio é sem muita ação, mas sob uma análise mais profunda Game of Thrones 7×05 Eastwatch é um emocionante capítulo em que se juntam muitos cabos soltos, revelam-se novas pistas da história e agora todos acreditam ser os Guardiões do Norte, ao lado do seu rei, sobre o inverno e o perigo que se aproxima, bem, quase todos estão conscientes de que o Rei das trevas e seus zumbis brancos se aproximam perigosamente, de tal maneira que agora o inimigo não está em King’s Landing, mas no norte, do outro lado da muralha.
Na batalha, o Senhor da Luz também tem algo que ver, e agora manda a outros emissários, para que, juntamente com Jon Snow e uma expedição vão por um morto, para ensiná-lo a todos e ganhar aliados.
Mas a expedição curso ao final, já que eu estou me adiantando.
O que foi Game of Thrones 7×05 Eastwatch?
Este episódio é justo depois de que Daenerys leva a Drogón e os Dothraki para combater o exército de Jaime, e com muitos prisioneiros a rainha exige que se hinquen diante dela e lhe ofereçam a sua espada para lutar, mas há duas personagens que se recusam e são os Tarly, então, em uma decisão dura e questionada por todos, os mata, mas não lhe corte a cabeça, Drogón, seu dragão queima os vivos em segundos, causando uma boa impressão e garantir que todos lhe jurar lealdade a esta nova rainha.
Agora, Ele e Lord Varys não estão muito à vontade com a rigidez e a dureza desta rainha em algumas questões, sobretudo quando se fala do tratamento aos inimigos. Mas é a rainha.
Depois disso, quando Daenerys volta a Dragonstone, há uma cena, uma das mais importantes de toda a série, e é justo quando vai pousando Drogón com Daenerys, Jon Snow está se aproximando, e sem medo pouco a pouco vai se aproximando mais e mais a Drogon, até tocá-lo e acariciá-lo como só havia permitido a sua mãe.

Esta abordagem foi emotivo e tenro, entre o dragão mais feroz do mundo e Jon Snow.
Agora, isto é muito importante porque Drogón não permite que ninguém o toque, exceto sua mãe, e o fato de que ele tenha permitido a Jon, confirma as teorias de que leva o sangue Targaryen nas veias e Drogón ele cheira, permitindo esta abordagem surpreendente, mesmo que maravilha a Daenerys e durante todo o episódio se pôde ver uma interação entre iguais e agora parece respeito e até amor no olhar de Daenerys para Jon.
Resenha de Game of Thrones 7×05 Eastwatch

O que dar de presente no Ano novo

Uma das celebrações mais importantes e esperadas do ano está próximo, obviamente estou a falar do ano novo, para alguns a noite velha, esta celebração especial que marca o fim de um ciclo muito importante na nossa vida, o fim de um ano, e nesta temporada, nesta véspera de início nos faz pensar na vida, as coisas e refletir sobre o tempo.
Mas, além de entrar em modo filosófico, este dia é ideal para desfrutar e receber um presente excepcional, e que, por excelência, este dia é um dos melhores dias em todo o ano para surpreender alguém com um presente especial e muito original, além disso, não há que esquecer que o 31 de dezembro é, por excelência, o dia da troca, nesse dia em que se ofereça algo especial.
E como se consegue um bom presente?, como você pode surpreender alguém no fim de ano novo?
O que dar de presente no Ano novo
O principal conselho é pensar na pessoa, entender a proximidade que você tem com ela e, finalmente, pensar no orçamento, agora, não é o mesmo que oferecer algo em troca do familiar ou amigável, que lhe dar um presente de Ano novo para o seu parceiro.
Assim que você sempre deve ter em mente isso, outras dicas que funcionam perfeito para conseguir um bom presente é seguir estas dicas:
O que dar de presente no Ano novo

Para tudo eu tenho post

Alguma vez você conheceu uma pessoa que tem uma resposta pronta para tudo, mas, não são apenas ocorrências para responder a uma situação, há pessoas que têm algo a dizer em tudo o que fazem ou nas coisas em que participam, seja com uma história, uma história, uma reflexão, uma piada ou o que quer que seja. Há pessoas que sempre acabam se metendo sua colher com intenção ou sem intenção, com algo interessante ou uma posição espiritual.
Todos nós temos o amigo que sempre tem alguma coisa que dizer, sempre e se não tiver esse amigo, como eu, provavelmente você, assim como eu.
Esse amigo, sabendo que por alguma estranha razão do universo tem sempre algo a dizer ou fazer, o conheceu nem online Pérez ou até mesmo foi quando aquele passo, não importa quando, onde, como ou por que, todos temos aquele amigo. Que, neste caso, quase sempre sou eu, eu acho que já tenho de cair gorda muitas pessoas que pensam que sempre procuro o protagonismo, como se acreditasse que tudo é sobre mim, mas não, líquida, e quando conto algo que passo, é porque passo e pode contribuir para a conversa algo, mesmo dados curiosos, como quando, por puro acaso, vêm à minha mente dados duros do cinema ou da música, história, humanidades ou artes.
Ou seja, não é que eu ande chamando a atenção, mas muitas das conversas em que participou, pois, finalmente, sempre tenho algo a dizer.
Eu felizmente
Sim, eu normalmente sou aquela amiga que sempre, sempre, sempre diz algo, como a Wikipédia, às vezes, como que a Wikipédia tenho dados imprecisos, mas sempre tenho algo a dizer, eu sei, esse amigo que sempre anda contando algo, pois é como a pessoa que cai gorda, antes enciclopédia com as pernas, agora me dizem que me acho Wikipédia, mas não. Embora a história de como deixar de ser a Wikipédia é interessante, mas acho que já te contei no ano passado.
E o meu propósito não é repetir temas, artigos, post ou entradas, mas no outro dia me dei conta que eu tenho um post ou bilhetes para todos, de tudo e que falam de tudo e nada, é mais, eu tenho um post que fala quando deixe de ser a Wikipédia. Mas eu acho que não é de se admirar, são meras matemática e, ao ter o Blog quase 4 mil itens listados, pois é como lógico entender que eu vou ter, não um, mas vários post de muitas coisas da vida, claro, sem repetir. Que, aliás, devo dizer que meus primeiros post estão muito o matagal, curtos, imprecisos, sem piada e cheios de protagonismo, agora, a única coisa que mudança é que são, no mínimo, 500 palavras, obviamente devia evoluir e essa evolução meus escritos, que continuam a ser chato, imprecisos, sem piada e cheios de protagonismo, mas agora faço bem o SEO e tem uma boa extensão.
Ao ser o meu blog, um lugar único na web, um lugar em que escrevo de tudo e de nada, pois aqui você vai encontrar muitos temas, muitos, inclusive informações sobre como curar frigideiras e panelas, mas, é claro, do meu peculiar visão da vida. Ah sim, a política e a religião e suas polêmicas aqui não vão, apenas para entretenimento, reflexões, histórias e óbvio críticas.
Para tudo eu tenho post

Parlamentares de Morena com Pokémon Go

Apenas no México podem dar-se casos assim, já que, enquanto cresce a violência na nossa querida cidade do México, nossos parlamentares do partido político de Morena na Assembleia Legislativa da Cidade do México, arremetem contra a famosa app “Pokémon Go”, uma vez que apresentaram um ponto de acordo, pelo que pede ao Secretário de cultura do governo Federal:
“Instrua a quem possa interessar, a fim de que informe a esta soberania (Assembleia Legislativa) se o jogo para celular chamado “Pokemon Go”, conta com as permissões necessárias para a utilização de imóveis classificados como património histórico, artístico e cultural da Cidade do México”.
O ponto de acordo com o número pode ser consultado no diário oficial no seguinte link: http://www.aldf.gob.mx/archivo-fe6c65414453f181e03326773f52a0af.pdf (É o número 55)
O ponto de acordo nem sequer explica quais seriam as permissões que a aplicação Pokemon Go precisaria. Valeria a pena explicar aos nossos queridos “representantes” que a aplicação de Pokemon Go não “usa os imóveis”, mas que os localize para interagir com as pessoas que se encontrem perto deles, além de que ainda consegue fazer com que muitas pessoas conheçam novos lugares dentro desta grande cidade.
Esperemos que estes “representantes” de os cidadãos colocarem as pilhas e comecem a pesquisar como resolver os verdadeiros problemas da Cidade do México.
Parlamentares de Morena com Pokémon Go

Esperar 5 horas por uma mensagem

É literal, há gente que espera de 5 horas, por uma mensagem cortante de volta, eu me pergunto, por que fazem pessoas?, sério me diga, por que o fazem?, bem, claro, por amor.
Alguma vez você já se viu na penosa espera de esperar uma mensagem, um que não chega, enquanto se deixam visto e sangue se quente, as veias da testa-se se lascam e uma voz em sua cabeça, se, essa voz que normalmente dá maus e neuróticos dicas, essa voz que grita e te exige, que exijas respeito neste momento e no plano demandas de um terrorista se há de enviar mensagens médio terroristas e muito neuróticos sobre respeito, que a ti ninguém te deixa visto e menos se fazem esperar 5 horas uma mensagem de ok.
Bem, em teoria, não devemos angustiarnos tanto quando alguém não nos responde uma mensagem em tempo e forma, mas sejamos honestos, com os padrões atuais de comunicação, isso é tão normal, falando de esperar uma resposta, que não devemos entrar psicóticos por um período de espera padrão de 5 horas.

Seja por trabalho, porque não tinha vontade de responder-nos ou a nossa mensagem era tão estúpido que não merecia uma resposta, já devemos acostumarmo-nos a esse estresse de esperar e esperar.
Mas há que reconhecê-lo, só se espera a mensagem amado, hummm, o que eu quero dizer é que só nos angustiamos e nos agobiamos esperando uma mensagem, quando é de alguém que nos importa, porque óbvio, quando alguém nos custa guarda-sol, pois, que nos responda a semana que vem, muito não se importa, por outro lado, costumamos fazer esperar a essas pessoas que não nos interessa muito, não importa que nós importamos a essa pessoa.
Esperar 5 horas por uma mensagem

Quando você não quer que alguém veja a tela do seu celular

Faz o impossível no plano contorcionista para que ninguém veja o que você está fazendo, seja uma conversa, um vídeo com conteúdo susceptível, uma foto ou uma pendejada nova, às vezes você não quer que vejam o que você está fazendo e você faz de tudo, girar, subir, saltar, o que quer que seja, para que sua tela tenha privacidade e óbvio, ninguém possa juzgarte por isso que você está fazendo.
Quando você não quer que alguém veja a tela do seu celular

Minha opinião da 5ª temporada de Game of Thrones

**Alerta de Spoilers**
Todos os fãs de Game of Thrones, livros e série, ainda processando o que aconteceu com a 5ª temporada de Game of Thrones, série de tv, que é transmitido pela HBO e é que não só o final de temporada foi estranho e chato, mas toda a temporada em si nos ficou a dever muito a falar de história, emoção, complôs e tudo mais que caracteriza esta grande história criada por George R. R. Martin.
A 5ª temporada de Game of Thrones não gosto muito, uma temporada que terminou com polêmica, claro, a cena da grande rainha Cersei Lanister, deixo a todos com a boca aberta, até mesmo os que haviam lido o livro, mas em uma avaliação geral da 5ª temporada de Game of Thrones deixo muitos desgostos entre os que seguimos a cada ano, e claro, também os que leram os livros.
Minha opinião sincera é EU NÃO GOSTO, avaliando toda a trama, a intensidade dos 10 capítulos, as coisas que passaram, o monte de cenas chatas que não lhe deram nada para a série, a escassez de violência e cenas subidas de tom fez com que ele perdesse muito disso que nós gostamos. Agora, muitos fãs que leram o livro, também se preocupou porque já a série de tv está se desapegando da história escrita, revelando alguns spoilers do que poderia ser a história em geral.
E claro, também o fato de que certos personagens não tenham aparecido, nem as suas luzes, como Lady Stoneheart, as crianças da floresta e essas coisas que se queríamos ver.
Mas em contrapartida vimos muitas cenas chatas de personagens como Sam, a família da Casa Bolton e outros jeitos estranhos que deu a produção da HBO, fez com que os fãs perdiéramos a cabeça e nos quejáramos com cada episódio o mesmo.
Que clique chato se pôs a série!
Alguns diriam que se concentrar mais nas inspirações e explicar os porques nesta temporada, são coisas necessárias para abrir com emoção a sexta temporada, ainda que se alega que os livros são tão extensos, que incluí-lo todo é quase impossível, então o que é necessário para essa adaptação para a tela pequena. Mas muitos de nós sentimos defraudados nesta adaptação da 5ª temporada de Game of Thrones.
Minha opinião da 5ª temporada de Game of Thrones

Os fãs e o seu amor

Ah, nada de mais belo, sincero e honesto que o amor dos fãs, ou isso se diz, jajajajajajajaja, porque pode ser uma adoração sublime e nobre, ou um amor muito obsessivo, que inclui muitas loucuras e atividades ilegais, jajajajajaja, bom, bom, aterrissagem mais e, primeiramente, que é um fã.
fã. (Do inglês. fã, acort. de fanatic). com. Fã ou seguidor de alguém. || 2. Fã de algo. É um fã de ópera.
O termo é muito claro, fã, fã e admirador, mas o termo fã, na atualidade, envolve sempre muitos mais níveis de loucura envolvida com um grande entusiasmo, em que essa admiração muda para um sentimento de amor obsessivo, em que uma pessoa poderia morrer do impacto, se chegará a conhecer a pessoa, ou melhor, famoso, do qual é fã.
Ok, vendo do ponto de vista de um famoso, pois parece super legal ter um milhão de fãs, essas pessoas que fariam tudo por ti, espera, eu sei, soa impressionante, a partir desse ângulo, mesmo tendo apenas um fã, essa pessoa que aprecie de forma honesta tudo o que você faz, tudo o que você diz, tudo o que participa, um amor que ultrapassa os limites lógicos e só por esse entusiasmo, o fã compra, adquire e consome tudo o que o seu famoso favorito.
Líquida, parece super bom, especialmente quando você está procurando fama, cujo componente principal desse viciante conceito, são sempre os fãs, mas também tem seu lado negro, nem tudo é cor de rosas, quando se fala desse sentimento tão forte e poderoso.
Existe o seu lado ruim.
Mas devo confessar, quando o vejo assim, um caminho em que a perseguição da fama e reconhecimento é muito importante na minha vida, pufes, eu gostaria de ter um milhão de fãs, que me perseguirem por toda a cidade, que me querem esmagar só para conseguir um autógrafo, uma foto ou um abraço, mas depois eu penso um pouco mais e analisar isso de ser esmagada por uma horda de fãs amorosos, faz-me algo muito extremo, acho que nesse momento eu penso em o louco do que parece, tudo isso que eu estou imaginando.
Pensando no bem da fama, esquecem-se dos perigos que esta implica, felizmente ainda não estou nesse espada.
Certamente os fãs e seu amor, são parte vital da vida profissional de qualquer pessoa dedicada ao entretenimento, são eles e para eles que tudo é feito, é graças a eles que se deve o sucesso de uma pessoa, assim, que, a partir desse ponto de vista, um fã é a parte mais importante de uma carreira artística falando de cinema, literatura, fotos, televisão, etc, são eles que constroem as lendas. Por isso eu sempre pensei que os fãs merecem um grande respeito, eles são os que fazem as estrelas.
Falar de fãs, é falar de pessoas com lealdade e um amor incondicional, mas também fala de outras coisas, algumas de carácter negativo e escuro. Apenas lembre-se à sua amiga, se a amiga que é fã de Luis Miguel, ou a amiga fã de Justin Bieber, ou a que é fã de One Direction, só pensa um momento em que elas, e recorda a atitude possessiva, forte e enérgica que têm com essas pessoas, e muitas delas, estão verdadeiramente apaixonados deles, de uma forma irreal, irracional que vai contra o saudável, porque o seu amor passo de ser um sentimento entusiasmado com algo que essas pessoas acreditam que será possível, e dentro dos seus planos de vida sérios, está o de casar-se com essas pessoas.
Eu sei, soa muito louco, mas quando uma pessoa é vítima do fenômeno fã, pode mudar toda a sua percepção do real, por coisas que só acontecem em sua cabeça e pode acontecer com qualquer pessoa, mesmo a mais completa que conheças, não digo que eu seja a pessoa mais completa, mas mesmo para mim que eu passo o fenômeno de fã from hell e foi vítima de um comportamento psicótico, por uma hora, do qual eu não sou nada orgulhosa.
De fato, cada vez que me lembro desse episódio traumático da minha vida, cada vez que eu acordo me cheio de uma grande incômodo, uma história que nunca na vida eu lhe contado a ninguém, NUNCA, por que é uma das coisas mais vergonhosas da minha vida. É uma lembrança que sempre que me ronda a cabeça, o enterro, entre muitas outras coisas, de fato, o dia que chegar, eu quase enfiei a banhar-se em posição fetal repitiéndome “me sinto suja”, jajajajajaja.
A história que vocês estão a ponto de ouvir, é uma história 100% verdadeiras, repito, não é algo que me exalte, mas hoje eu quero tirar o peso a esse momento da vida, eu quero acreditar que deixe de ser uma fã louca cujo amor psicótico quase me leva a obter uma ordem de restrição, isso eu quero acreditar.
Bem, como começar com essa história de os fãs e seu amor psicótico, mmmmmmm, vocês saberão que uma época de minha vida estive muito envolvido na culinária mexicana, mas não qualquer tipo de gastronomia, oh não, senhor, eu era a blogger que entrevistar todos os chefs famosos da televisão mexicana, sendo o meu favorito, José Ramón Castillo, o chocolateiro favorito da televisão hispânica.
Em um princípio, minha paixão e o gosto por chocolate, fazia-me consumir e seguir os programas que transmite O Gourmet de José Ramón Castillo, inventor do chocolate evolutivo, ou isso, diz ele, pouco a pouco, esse entusiasmo transformou-se em fanatismo e nunca me perdia seu programa, nem sequer me perdia suas repetições, motivo pelo qual toda a minha família já estava farta do condutor de Chocolat, hartísimos, é uma expressão clara.
Mas um fã, nunca pode ter o seu carinho ao próximo nível, a menos é claro, que começa a assediar no plano stalker seu famoso favorito, mas eu não fazia isso, porém meu acesso a entrevistas com esses personagens, me levou a fazer a coisa mais horrível e vergonhosa que tenha feito na minha vida.
Depois disso, nunca mais voltei a falar de José Ramón Castillo e cada vez que alguém me dizia, dizia sempre “me caga, é um pesado”, mas ninguém sabia exatamente porque dizia isso, apenas me limitava a dizer, é um odioso, não merece que eu fale dele.
E tudo isso aconteceu depois de uma entrevista que lhe fiz há muito tempo
O CHOCOLATE EVOLUTIVO DE JOSÉ RAMÓN CASTILLO
Esse foi um dos piores momentos de minha vida, e acredite em mim, eu vivi muitos desses momentos, essa fatídica entrevista que me fez fazer o ridículo e mostrar o maluco que pode ser um fã, mas depois cada vez que me encontrava em jantares ou eventos do canal, nem sequer o volteaba a ver, mas isso não me fazia esquecer o que tinha feito.
Mas tudo isso remonta a uma semana anterior à entrevista, justo quando solicitado a este personagem de tv, uma entrevista, um pedido que respondeu de imediato, com uma correspondência diária, a qual parecia quase um flerte escrito e, sempre que eu chegava um e-mail de José Ramón Castillo, assinado assim:
Mensagem enviada desde a minha loja de chocolates móvel
Me deixou babando, já sabem os fãs, e o seu amor neurótico.
Todos esses posts anteriores, seguro de que me deixaram em uma mentalidade pouco estável, jajajajajaja, ou isso quero pensar, porque não encontro outra lógica para meus atos. E esse dia que chegar para a entrevista, vestida, segundo eu, como feminino i fatal, nesse dia, parecia uma desajeitado caracterizam a babar-se, assim, que neste vídeo.
Os fãs e o seu amor

Tatuarte o nome de uma pessoa

Alguma vez viu o reality show de maus tatuagens, acho que se chama Tattoo Nightmares, ou algo assim, um nome cuja tradução para o português seria tatuagens de pesadelo, e não há melhor descrição para certas atrocidades que, infelizmente, acabam tatuadas na pele, por certo já é, essa frase parece refrão de uma canção má do norte, mas é verdade, o que as pessoas em prol da revelia e deixar os convencionalismos e estigmas sociais se tornam um tattoo com qualquer pessoa, só para dizer que se o fizeram ou cumprir uma espécie de mantra pessoal:
Eu quero uma tattoo, eu quero uma tattoo, eu quero uma tattoo
Assim que terminam em qualquer lugar, com qualquer pessoa, sem investigar a experiência do artista tatuador.

Claro, há pessoas que vêem a tatuagem como uma expressão artística, além disso, como uma expressão de sua identidade, assim que óbvio, aquelas pessoas que sabem o que procuram um artista do tatuagem para que apresente na tela do seu corpo aquilo que querem dizer.
Exemplos de bons artistas da tatuagem no México e no mundo há muitas pessoas que conseguiram transformar as pessoas em obras de arte caminhantes, porque expressam uma bela obra de arte no seu corpo.
Esses tatuagens até dão gosto vê-los e surpreendentes. Algo assim como as tatuagens de Scott Campbell.

Mas, infelizmente, nem tudo investigam qual é o melhor artista para fazer a sua tatuagem e com base no preço, ou porque alguém me disse que lá faziam tatuagens, são muitas vezes esses os parâmetros que são usados para escolher um tatuador e então depois queixam-se de terminar com tatuagens horríveis, mas horríveis é pouco, com linhas escuras, mal traçados e definidos, sem proporção.
Ou seja, uma pessoa acaba com um horrível desenho, onda desenhado por uma criança ou um bizco de forma permanente na sua pele.
E é necessário selecionar um tatuador é como escolher um dentista, digo, não se paras com a primeira pessoa que se diz eu te mandou um dente, não é?, isso mesmo se aplica com as tattoos e desde que surge a sua idéia de fazê-lo, você tem que investigar e decidir o que é que você vai tatuar.
O que vem todo esse choro mareador sobre maus tatuagens e tatuarte o nome de uma pessoa?, devo dizer que a conexão é muito clara e não há pior decisão que tatuar o nome de uma pessoa em qualquer parte do corpo.
Não importa que seja o seu braço, o ombro, o pescoço, a nádega, ele adora doces ou o que quer que seja, tatuarte o nome de uma pessoa é tão ruim, como trazer uma tatuagem horrível, é mais, eu acho que é até pior.
Mas pensando bem, essas tatuagens têm suas exceções e gravar em sua pele o nome de alguém muito importante como seus papas, seus filhos ou alguém muito importante, que morreu, pois não é ruim e é uma espécie de homenagem que sempre te ajudará a lembrar-se de alguém, mesmo quando a vida te obrigar a esquecer, trazer de forma permanente na sua pele um nome irá ajudá-lo a se lembrar.
E só é permitido lembrar que essa pessoa é muito importante e fundamental em sua vida.
Mas o percentual de pessoas que gravaram em seu corpo um nome importante são mínimas quando comparadas com as pessoas que, em um ato idiota de amor, é tatuada com o nome de sua amante em turno.
Sério, não há nada mais idiota ou neurótico que tatuarte o nome de sua amada, e é mais idiota quando só têm alguns meses, ainda bem, há casais que, estando casadas se tattoos os nomes de seus pares e, quando chega o divórcio agora também têm um lembrete perpétuo não só do seu erro, mas de seu fracasso na vida amorosa com essa tatuagem.
Tatuarte o nome de uma pessoa