Pantene coleção de verão Summer Edition

HIDRATAR E CUIDAR DO SEU CABELO NO VERÃO SIM, É POSSÍVEL
• Pantene apresenta a sua nova coleção ‘Summer Edition”, uma linha que repara os danos do cabelo antes, durante e depois do verão.
• Michelle Salas, orgulhosa representante do México no mundo, revela seus segredos de beleza para desfrutar desta temporada ao máximo em suas praias favoritas.
Aviso para as próximas férias e como preparação para o verão, Pantene, a marca de 1 em cuidados com os cabelos no mundo*, apresentou sua coleção de verão “Summer Edition” da mão-de-Michelle Salas, que além de ser uma PanteneLover, tornou-se uma referência de moda e beleza, representando com orgulho do país a nível global.
O verão é uma das estações mais esperada e divertida do ano, e normalmente é sinônimo de férias, amigos, viagens à praia e albercadas, mas há algo que nos impede de apreciá-lo por completo: o medo maltratarnos o cabelo pela exposição à água salgada, o cloro e os raios UV. Com Pantene “Summer Edition” as mulheres mexicanas, agora podem desfrutar tudo que o verão tem para oferecer, sem o temor de que seu cabelo o prejuízo, já que o protege, antes, durante e depois de agentes externos que podem danificá-lo.
“Em Pantene selecionamos cuidadosamente os produtos que compõem a coleção ‘Summer Edition” de acordo com as necessidades e características capilares das mexicanas para que possam desfrutar de suas férias sem preocupação alguma, prevenindo e reparando qualquer dano pudesse alterar o seu cabelo nesta época”, disse Laís Koelle, Líder de Comunicação Científica de Pantene na américa Latina.
A coleção “Summer Edition” Pantene é formada por três produtos: o Shampoo ‘Summer Edition’, o condicionador de uso diário ‘3 Minute Miracle Restauração’ e o Creme para pentear ‘Summer Edition’, os quais devem ser utilizados em um regime de três fases pré, durante e posterior à exposição de fatores externos comuns no verão:
Pantene coleção de verão Summer Edition

Coisas que você faz mal em uma data e rompem com o romance

Além de romper o romance, há certas atitudes ou coisas que você pode fazer, às vezes, sem perceber, que quebram o encanto e fazem com que a outra pessoa não quiser sair com você nunca mais.
Por favor, uma ordem de restrição para o menino ou a menina má citação.
Ah!, se o mistério do romance fosse mais simples, a vida romântica das pessoas seria outra coisa, e em vez de ter um monte de solteiros sofrendo com o mundo do namoro e por culpa do romance, em vez disso, teria mais gente feliz, praticando o amor e não a guerra, nem o jogo sujo das indiretas em redes sociais.

Infelizmente, o amor não é uma receita, não é uma fórmula matemática que se pode seguir, além disso, o mundo de namoro, é um mundo cruel em que há que ter muito cuidado, para não se machucar, de muitas maneiras.

E não se esqueça, tenha sempre cuidado quando saímos com alguém novo.
Agora, esses cuidados e precauções, são de diversas índoles, já sabe, do que não sair com um louco psicopata assassino, que antes era metafórico, agora é literal, até ter o cuidado de se envolver com uma pessoa demente, (embora haja quem garante, que estamos todos loucos), cujo hobbie favorito seja quebrar o coração das pessoas.
Há que aceitá-lo, o mundo do namoro, romance e namoro é um mundo muito complicado, para não dizer selvagem e isso falando de outra pessoa e seus demônios mentais.
Por isso, é importante que, quando você conhece a pessoa certa, e dá-lhe a oportunidade de sair em um encontro com ela ou com ele, tenha o cuidado de não se tornar tu no psicopata louco do qual há que fugir.

Isso é muito comum quando você sai com alguém que você gosta, alguém especial que você pode ter o potencial para sair com essa pessoa, de forma indefinida, mas se você não tiver cuidado e a merda, nunca mais você terá uma nova oportunidade para redimí-los e que essa pessoa queira voltar a sair com você.

Coisas que você faz mal em uma data e rompem com o romance
Falar apenas de você, eu sei, essas animado para sair com essa pessoa e você quer conhecê-la e que eu te conheça, mas se você falar apenas de você, a outra pessoa vai se cansar muito.
Coisas que você faz mal em uma data e rompem com o romance

Causas altruístas

Ovos Quando eu comprometo-me com uma causa altruísta sou um clique louca que perde o tempo, mas o faz de uma estrela famosa e WOW é para aplaudirse, e todo mundo para, para refletir sobre o que é útil e boa que é essa pessoa, ok, ok, realmente?
Causas altruístas

Qué es Guest blogging

O Guest Blogging está se tornando uma das práticas mais comuns e mais vista entre os blogueiros, porque além de ser uma prática saudável, são boas maneiras, é gratuito e faz parte de uma boa filosofia e ética que deve reger os blogueiros, essa filosofia com a qual nasceu a internet: compartilhar. E eu não sei os outros, mas eu pelo menos procuro que a cultura do compartilhamento de conteúdos, ter uma boa atitude e praticar o karma online, sejam os eixos que regem a minha vida profissional na web, como o blogger, com ética, com respeito e carinho aos meus colegas, porque não os vejo como concorrentes, que me rouba visitas, mas como os meus colegas, fazendo melhor o site e oferecer conteúdo de alto nível que melhoram a toda a sociedaqd.
Eu gosto de compartilhar, eu gosto de ajudar, a mim agrada-me fazer a diferença e se de momento só posso ajudar compartilhando minha informação, os materiais que gênero e resolvendo qualquer dúvida que exista. Acredite, o hare.
Com a minha permissão ou sem ele, eu quero que as pessoas, use as coisas que eu penso, os conteúdos que escrevo, me dando créditos ou não, talvez pareça muito revolucionário de minha parte, mas sério, eu sim acredito nessa cultura em que todos devemos compartilhar.
Assim que o Guest Blogging me parece uma prática que só melhora os conteúdos na web, blogueiros participando em outros planos, em outros blogs, criando conteúdo, simplesmente por fazer, sem esperar nada em troca, mais do que o melhoramento da web, é o que todos deveríamos fazer.
Mas não te disse que é o Guest Blogging, que certamente, se você não está muito encharcado do mundo dos blogueiros e blogs, você terá pistas, mas não terá uma noção exata do que é.
O que é um Guest Blogging
É um termo em inglês que quer dizer blogger convidado, em poucas palavras, é quando um blogueiro convida para outro blogger para criar um conteúdo especial para o seu blog, um artigo ou um post especial, único e irrepetível, que viverá no site de outra pessoa, para compartilhar com a comunidade desse outro blogger, os conteúdos que considera relevantes de outro colega.
Em essência, o Guest Blogging é dar honra a quem merece honra por sua ótima forma em escrever ou a grande qualidade que gera em todos os seus conteúdos. E os benefícios de se ter blogueiros convidados em seu blog, ou ser o blogger convidado em outro site muito visitado, pois é construir uma marca, uma reputação que esse blogger é dada a conhecer. Fazendo desta estratégia uma das ferramentas de marketing digital mais poderosas que têm ao seu alcance os blogueiros de todo o mundo, porque se chega a novas e diferentes audiências, falando do blogger convidado e por parte do blog host, obtém um conteúdo de grande nível.

Todos ganham com o Guest Blogging, o anfitrião, o convidado e as audiências, porque parte-se que o post a oferecer, será tão espetacular e tão significativo, que fará com que as audiências desse novo lugar, que se interessem em seguir a pista para esse novo blogger que acabou de conhecer.
E outro grande plus do Guest Blogging são links que apontam para o seu blog, mas as ligas, e pensando que muitos blogueiros só somar o Guest Blogging para melhorar o seu SEO, hoje em dia há muitas regras que fazem com que evalúes e muito com que blog farás Guest Blogging.
Isso acontece porque existem muitos sites que não estão preocupados com seu SEO, na qualidade de seus conteúdos e tudo que eles querem são visitas, fazendo com que todo o sentido da web, compartilhar, criar conteúdos de valor, sejam coisas que desaparecem apenas para gerar visitas.
Isso é o que faz um blogueiro pensar em fazer ou não fazer, Guest Bloggin e a mim em particular.
O que eu disse até o cansaço, eu gosto de compartilhar, gosto de ajudar, gosto de participar em Guest Blogging quando eu encontro um site que realmente possa compartilhar essa visão que eu tenho do site, mas ultimamente só me procuram sites pequenos, sites que apenas lhe puxam as visitas, ou melhor, a aumentar as suas visitas e daí se eu não vou ajudar, eu não vou compartilhar e não vou contribuir.
Eu sei, talvez faça curto-circuito isso que digo, com o meu choro mareador do princípio, e não, não estou me curando em saúde, mas procuro dar conselho aos novos blogueiros que estão pensando nesta nova prática. Blogueiros como eu, estamos dispostos a ajudar a todos na web, mas quando se fala hoje de Guest Blogging, os parâmetros que você tem que considerar para participar em outro blog são muitos, mas o principal é encontrar um bom projeto que te chame a atenção e te faz querer escrever o seguinte artigo de sua vida.
Assim que, recentemente, quando jornais, blogs, sites de entretenimento e críticas de outros países me convidam a participar em formato colaboração ou guest blogging em seus sites, o termo avaliar muitas coisas e não porque seja otário, ou eu de ser a melhor, mas tenho que sentir paixão por isso, já não penso nas visitas, penso em me divertir fazendo o que mais gosto de fazer, escrever.
Esse é o meu conselho para todos os novos blogueiros, escrever com paixão, ter uma cultura de compartilhar e ajudar.
E todo esse choro mareador vinho porque um blogueiro da argentina, com quem fiz Guest Blogging e início de anos, sempre insistindo tantas e inúmeras maneiras que continuamos fazendo isso, porque a ele lhe subiram muito as visitas, gogeta, óbvio, são muito bons os meus conteúdos. Mas não apenas escrevo pensando em benefícios, escrevo pensando em fazer o que eu gosto e me sinto bem fazendo isso, e bom, ultimamente não tenho muito tempo para escrever em outros lugares, essa é a razão pela qual sempre agradeço e dou as graças, mas o tempo é cruel e não me permite escrever para outros lugares, mas Cristão, o blogueiro argentino viu-se criativo, porque me envia mensagens de todas as maneiras possíveis para que diga que sim.
Qué es Guest blogging

O Protocolo de gorjetas

Que alguém me explique por favor, onde se tem que deixar gorjeta e onde não! e, claro, tem que dizer quanto.
Digo que seria muito útil este tipo de informação que deve condensar em um manual de sobrevivência urbana, uma vez que existem muitos códigos NÃO-DITOS sobre certos comportamentos em diferentes cenários. E só estou falando dos protocolos sociais em que se faz uso de serviços de entretenimento, saúde ou centros alimentares.
A verdade, eu nunca tenho idéia de dicas, sobre tudo, onde si e onde não é bem visto deixar uma gorjeta, mas pensando bem, eu nunca sei de nada de nada, assim que como ele eu vou saber como comportarme na sociedade, quando, basicamente, procuro aislarme dela. Sim, sou honesta e digo abertamente, às vezes eu me meto muito em meus pensamentos aislándome do couto social, eu sei que está muito mal, e por isso amig@s é que o dia de hoje estou encontrassem; durante dois anos o básico, bem básico.
Eu Nunca tinha pensado antes, as únicas dicas que eu fiz na minha vida foi a restaurantes, bares e algumas cafés, tudo depende da formalidade do serviço, porque não é o mesmo que ir comer em um restaurante “formal” que comer tacos da esquina ou um sanduíche na lanchonete de “Lulu”, apesar de que nestes dois últimos lugares existe o frasco de maionese de “propinas”, cujo conteúdo não haciende mais do que os us $10,00 morralla, o que ninguém descasca e ignora deixar algo de gorjeta para o gentil menino ou menina que nos preparar comida, sério, ninguém descasca esse tipo de os frascos e muito menos ninguém deixa a gorjeta.
Será que pensamos que dentro da cobrança total do alimento estão englobados todos os serviços que nos presta esse estabelecimento, será que vai ser? ou como é uma onda informal, nos vale pepinos e preferimos deixar essa “morralla” para outra coisa. Não acredito, que é má onda deixar 15% em um restaurante morango e NÃO deixar nada em la Fonda de Maria ou em bolos, se o que pensam de 15% do consumo nesses lugares é muito baixo se conclui que a média de consumo nestes lugares com chesco e alimentos não excede os us $50,00, porque não podemos deixar de us $7,50, não é muito se comparado com dicas de mais de r $100,00 em outros lugares, bom, ninguém sabe o que onda com isso, as gorjetas, porque não aplicar a mesma para todos os restaurantes e cafés.
Talvez você precise que o garçom colocar punk para que nós deixamos de reagir, mas me pergunto algo mais interessante quando surgiram as gorjetas e como se iniciou o costume. Permita-me um minuto para googlearlo, felizmente, vocês têm a magia da internet e não notaran minha longa ausência. Momento, por favor.
O Protocolo de gorjetas

Fé de erratas: Erros no blog Yes

Ao longo de mais de 6 anos escrevendo em diferentes publicações devo dizer, com alegria e cansado, que erros tenho tido poucos, algumas são impressões que incluem o desconhecimento de causa e, outras vezes, meto a perna, por certo clique! OBRIGADO POR INFORMAÇÕES IMPRECISAS, também ela tem erros que te fazem ficar como um idiota quando procura o ano de lançamento de um disco e o repites, mas, também, às vezes, simplesmente tenho cagado e eu disse cada coisa, como quando você fala mal de uma universidade, mas não era, no plano má onda, era o trending topic do dia, é também a vez em que me deixou com raiva um anúncio da coca-cola e as mensagens insistentes de movistar ou da vez que pergunte, sem pensar ou refletir que ele era 11:11, uma vez que me explicaram só consegui pensar que clique pendeja e intolerante pergunta tinha feito no mundo virtual.
Fé de erratas: Erros no blog Yes

Que edades

Idade cronológica 29 anos
Idade corporal 32 anos
Idade que pareço 24 anos
Idade mental de 15 anos
Ok, não sou especialista em matemática, mas estou segura que se eu faço uma equação matemática em que divida, subtraia, soma e média vai me dar um número real sobre minha idade, mmmm, mas vamos ver, sou muito má, mesmo com a calculadora. Si eu tivesse que tirar na base de todas as minhas idades a minha idade real, Qual seria?
Ok, vou tentar
29 32 24 15 são, hummm, vejamos, a 8 somar 2, são 10, adicione 4 e 5 são 19 então levamos um, mais 2 menos 3, hummm, como menos 3, mais 3, há aqui eu vou abrir a calculadora. Diz que 99 o Que?, como raios passo, perdi muitos anos, oh, esperem, talvez, isso tenha que dividirle, ou tirar alguma coisa, nem de brincadeira 99 anos são possíveis, vou verificar essa somatória, dêem-me uns 15 minutos.
Que edades

Um crítico deve ser invisível

Lembro-Me muito de um capítulo muito especial de Os Simpsons, esta série cheia de personagens amarelos que não só passaram a comida, mas a sua peculiar forma criticavam todo o tipo de papéis, de situações e, sobretudo, estereótipos, se bem que para muitos esta série está cheia de clava de santiago, antes e agora, Os Simpsons eram uma boa série que criticava ideologias e não pessoas. Bem, já estou delirante com minhas análises, como sempre, no entanto, quando penso no trabalho de um crítico gastronômico ou qualquer tipo de crítico, sempre penso neste capítulo, aquele em que o Homer pegar um trabalho como o crítico de um jornal por pura sorte e ajuda de Lisa, e assim começa suas aventuras culinárias da cidade.
Se bem que, no princípio, este critico improvisado, aclamava todo o tipo de restaurantes, fazendo com que sua paixão por comida e seu grande exaltação de todos os restaurantes que visitava, se traduzisse em um resultado estranho: obesidade mórbida, em Springfield, pois, óbvio, um amante da comida ia para promover essa paixão e espírito, entre todos. Mas porque eu penso nesse capítulo, hummm, bem, quando eu comecei como crítica gastronômica no Tempo Livre, na sua seção de Blogs, também o fiz por mero acaso e, como Homero, e eu acho que a minha primeira resenha também era muito básica, muito primitiva e falta de estilo, pois ouçam, todos começam de um dia a partir do zero.
E não só lembro desse capítulo, por isso, os meus princípios, mas por muito tempo eu ia por todos os restaurantes, eventos, teatros e cinema, falando maravilhas de tudo o que via, ouvia ou comia, eu não sei, acho que nesse tempo não entendia o conceito de “crítico de alguma coisa” e eu bem devia ser o conceito oposto e com o meu trabalho deveria ser “elogiadora de tudo”, mas não foi por falta de desconhecimento, mais bem era falta de foco e não precisa que outro monte de críticos me regañara porque falava bem de tudo, mas pouco a pouco fui aprendendo a encontrar o meu ritmo e estilo para diferenciar as coisas mais básicas as mais complexas, mmmmm, ou seja, para uma crítica diferenciar as coisas que devia passar das coisas que não deveria passar, para então fazer uma crítica de confiança que me desse veracidade, uma crítica em que os outros possam confiar.
Foi, então, e com a experiência prática que descobri o trabalho de um crítico, de qualquer área, já que em minhas palavras vai credibilidade de uma experiência, nem tudo é maravilhoso, nem tudo é letalmente nefasto em um serviço. No entanto, na hora de fazer críticas, há que tentar ser objetivo entre os aspectos negativos e positivos do que se está escrevendo, mas não se pode esperar de um crítico da melhor opinião, com o passar do tempo, a opinião e a voz de um crítico se torna, não dura e implacável, mas que se torna honesto e extremamente analítica para não dizer picky eater.
Um crítico, finalmente se torna a definição da palavra e é aquela pessoa que vai criticar todos os pontos fracos de modo que este criticando, uma peça, um filme, um restaurante, um argumento. Não esperem sempre a melhor opinião de um crítico e, às vezes, se a opinião negativa de algo ou de ti, o teu restaurante de pizzas ou o que quer que seja, em vez de querer matar o crítico, deverá melhorar o seu trabalho.
Um crítico deve ser invisível

O poder dos fãs

Todos unidos jamais serão vencidos
Ultimamente tenho experimentado algo que antes não me passava, eu acho que é parte importante de ter um blog super famoso consultado por milhares de pessoas em todo o México, ok, ok, exagero, e teria que repensar este parágrafo: o que é colocar estupidez na web e que todo mundo tenha acesso a eles, sem importar que não seja conhecido.
Atualmente, e a facilidade com que a informação é compartilhada e o acesso a ela, faz com que qualquer pessoa, não apenas líderes de opinião, mas de qualquer blogueiro de cabelo médio, incluindo eu mesmo, tenha que ter mais cuidado sobre suas palavras, opiniões ou ideias expressas através da rede. Se bem que existe a liberdade de expressão, também existe a liberdade de replicarte e reclamarte sobre suas ideias, porque nem todo mundo lhe parecem tão legais como você, e como existe a liberdade você tem que desfrutar os benefícios de andar de hocicón e chutarte todo o tipo de réplicas às suas idéias radicais.
Antes eu não passava para nada, isso quer dizer que: A) antes não dizia tantas bobagens ou B) antes não tinha tantos “amigos” ou público, para me ouvir, como agora.
O poder dos fãs